22-22
  /  Consultoria de Imagem   /  É possível consumir de forma sustentável sem abdicar do meu Estilo Pessoal?
consumir de forma sustentável

É possível consumir de forma sustentável sem abdicar do meu Estilo Pessoal?

Como consumir de forma sustentável sem abdicar do meu Estilo Pessoal? Foi uma das perguntas que mais me questionei ao longo deste meu percurso e gosto de referir que este conceito, ao qual muitas pessoas fogem, não tem que ser perfeito… A sustentabilidade passa por tomarmos as melhores decisões possíveis AGORA, e é preferível começar por algum lado do que não começar de todo… Vejo ainda, muitas pessoas dizerem que são demasiado pequenas e que o seu gesto não vai ter influência… Blá blá blá… descarte completo de responsabilização… Imaginem agora, se TODOS pensássemos em fazer um pouco de diferença e consumir de forma mais sustentável não seria um mundo muito melhor? Menos poluído?

Enfim… mas hoje quero debater o assunto de ter um guarda-roupa sustentável e, ao mesmo tempo, ecológico com o nosso Estilo Pessoal!

Como?

1º – Consumir menos é o melhor conselho que posso dar! Não consumir é o mais sustentável, antes de comprar pensa se realmente precisas e se sim, vais dar o devido uso?

2º – Conhecer o que já tens e saberes o teu Estilo Pessoal. Conjugares a tua roupa de diversas formas, desafia-te, usa o inesperado e já sabes… dúvidas fala comigo aqui.

3º – Ter um guarda-roupa cápsula ajuda a teres um número limite para as tuas peças e consequentemente a reduzir o teu consumo. Em Consultoria de Imagem diz-se que idealmente para 1 parte de baixo chegam 5 partes de cima, eu vou mais longe e para 1 parte baixo bastam 3 partes de cima.

4º – Se precisares de adquirir alguma peça, consegues fazê-lo em segunda mão? Ter uma lista do que precisas é crucial. Algo que costumo fazer primeiro é procurar, por exemplo, no OLX pelo tipo de peça que pretendo ex. “mala azul”, “camisola de gola alta laranja”, etc… Há possibilidade de fazer troca? Pergunta ao vendedor, ou conheces alguém que tenha o que queres e esteja disponível para trocar? Tens ainda os mercados de troca da Fashion Revoltuion Portugal, Mind the Switch, entre outros… se conheceres mais partilha aqui!

5º – Já existem algumas apps, sites ou marcas específicas de roupa que vendem em 2ª mão deixo aqui algumas que gosto: The Level, Vestiaire Collective, The Real Real, GOAT (sneackers)…

6º – Se a segunda mão não é uma opção para ti… compra peças de marcas responsáveis, não só com o tipo de materiais que usam, mas também com a sua produção (dá preferência a marcas portuguesas): ISTO, Freakloset, Sensify, Sienna, Couve, Oh Monday!, Mahrla entre outras… se conheceres mais marcas que queiras partilhar deixa nos comentários, fica à vontade!

Consumir moda sustentável é mais caro?

Uma questão muito frequente é o preço mais elevado de algumas marcas responsáveis, acontece que o preço praticado é um preço justo que tem em conta o trabalho de quem produz a peça. Assim como, valorizamos o que recebemos pelo nosso trabalho, há que valorizar também o trabalho dos outros, e ainda contando com a QUALIDADE dos produtos! Sou completamente TEAM menos com qualidade do que mais sem qualidade! Mas percebo que nem todas as pessoas consigam gastar certos valores, por isso, sugiro a 2ª mão existe tanta roupa com qualidade a um preço mais acessível e ainda com tanta história por percorrer!

O que pensas deste assunto? Há uma pessoa que me tem ajudado MUITO a mudar os meus hábitos de consumo de forma geral, ela chama-se Catarina Barreiros e aqui podes ver o seu instagram Do Zero.

Espero ter ajudado de alguma forma e já sabes… qualquer dúvida não hesites!

xx

Leave a comment